Postagens populares

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Medo e esperança









Sinto-me frágil em todos os aspectos. Parte de mim está cansada, e, a outra metade também. O cansaço tem sido meu companheiro há algum tempo... não sei precisar quanto tempo. As forças faltam, parecendo querer paralisar o movimento de pensar... Mas, que fragilidade é esta?
O medo do futuro me cansa, sobretudo um futuro que não me permite vislumbrar suas cores. Quais seriam? O horizonte aponta para o colorido, entretanto, insisto no cinza. O amanhã ainda não chegou, permitindo-me viver apenas o hoje, portanto, não há motivos para tanto cansaço, até porque a fraqueza caminha lado a lado com a coragem e a esperança.
Novos tempos, novo rumo. Ser frágil é ser forte, e, ser forte é necessariamente lutar contra o medo e a fraqueza...
Bem-vindo ao mundo dos fortes, aqueles que sobrevivem à iminência do medo de fracassar. Viver é percorrer um labirinto de emoções, principalmente aquelas invisíveis aos olhos, mas visíveis na percepção de avançar rumando para um novo dia... Hoje é um novo dia.
Feliz novo dia!

Cristina Barros
01/01/2013