Postagens populares

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Esperando a Esperança.








Nas minhas andanças perdi a esperança. Mais tarde a encontrei na caixa das lembranças. Perdi novamente.
Breves momentos para sonhar. Sentei por um momento e tentei me abrigar do frio que entrava pelas lacunas do medo, provavelmente pela aproximação de mais uma noite fria de solidão.
Tão fragilizada pelas perdas cotidianas, eu não percebia um pássaro que se aproximava trazendo boas vindas com o seu canto... Perplexa e sem norte, eu sentia cada vez mais forte a distância da tão esperada “sorte”.
Como num piscar de olhos, olhei ao redor e vi um baile de esperança na canção daquele pássaro que me mostrava a emoção do reencontro com a esperança. Lembranças de um tempo que viria proporcionando um novo conceito de uma porta que se abria.
Uma nova caixa se encaixa no meu dia-a-dia: paz, amor, esperança e harmonia. 
Chegou o grande dia!



Cristina Barros Guariento
Agosto 2011.