Postagens populares

quarta-feira, 28 de março de 2012

O pássaro e o dia nublado












Cristina Barros



O dia acorda adormecido
Está nublado,
As nuvens estão querendo chorar
Talvez de saudade dos tempos antigos
Quando não havia poluição,
Os pássaros percebem o tempo
Fazem revoadas e anunciam
A liberdade que Deus lhes proporciona,
Já é tempo das lágrimas caírem do céu
As nuvens choram...
Quem dera fôssemos como as aves
Que na tempestade correm para seus ninhos
Com a liberdade da alameda
Se não fosse por um detalhe:
Os tempos mudaram,
Já não existem galhos
Apenas o abrigo para o orvalho,
O bem-te-vi vê o tempo
E contra o momento procura o ninho
Com a liberdade integral,
Ele acasala e casa, na habitação do caminho...
O dia começa com um passarinho.